Cactus

sexta-feira, 2 de setembro de 2011
oo

BIOGRAFIA.
Tudo começou em 1967 com o Vanilla Fudge, banda formada por Tim Bogart (baixo, vocais), Carmine Appice (bateria), Mark Stein (teclados, vocais) e Vince Martell (guitarra, vocais). Seu som era um pouco indefinido, pois mesclavam influências de música sinfônica e hard-rock ao mesmo tempo tanto em músicas próprias como versões (Eleanor Rigby dos Beatles por exemplo).
Depois de dois anos e um relativo sucesso nos EUA, brigas internas acabaram decretando o fim da banda. Bogart e Appice acabaram sendo convidados por Jeff Beck prá formarem uma superbanda ao lado dele e de Rod Stewart, porém nessa época Beck acabou sofrendo um acidente sério que o deixou fora de circulação por um bom tempo. Bogart e Appice não iriam aguentar ficar tanto tempo parados, e acabaram convidando o cantor Rusty Day, vindo do Amboy Dukes (banda de Ted Nugent) e o guitarrista Jim McCarty, que havia tocado no Mitch Ryder Detroit Wheels e no Buddy Miles Express. Com essa formação gravam seu clássico primeiro disco, intulado somente “Cactus”. Com porradas bem rock’n’roll (Let me Swin/Feel so Good), “baladinhas” com pitadas levemente country (My lady from south of Detroit – homenagem à alguma “dama” da cidade natal de Rusty e McCarty) e covers inspiradíssimos (Parchman Farm de Mose Allison e You Can’t Judge a Book by the Cover de Willie Dixon).
Apesar de fazer um hard supervirtuoso a banda não consegue emplacar este disco, e em 1971 lançam mais dois álbuns: One Way… Or Another e Restrictions. Estes dois discos seguiam a fórmula do primeiro disco alternando petardos (Rock’n’Roll Children/Big Mama Boogie/Evil/Sweet Sixteen) à versões novamente inspiradíssimas (Long Tall Sally/Token Chokin’) e as inevitáveis baladinhas (Song for Aries/Alaska) tudo isto misturado com pitadas de boogie e country, resultando em mais dois grandes álbuns de hard-rock setentista. Porém, talvez devido à pouco repercussão destes álbuns na época, novamente brigas internas acabaram fazendo com que Rusty e Bogart saíssem da banda em 1972. Então foram chamados no vocal o cantor Peter French, egresso do Atomic Rooster, e mais dois músicos de Detroit, o tecladista Duane Hitchings e o guitarrista Werner Frittzchings. Com essa formação gravam mais um álbum, o “Ot’n’Sweaty”.
Álbuns.
Senha dos Arquivos: muro
Password Files: muro
Cactus (1970)
1. Parchman Farm (3:07)
2. My Lady From South Of Detroit (4:26)
3. Bro. Bill (5:12)
4. You Can’t Judge A Book By The (6:31)
5. Let Me Swin (3:51)
6. 
No Need To Worry (6:14)
7. Oleo (4:51)
8. Feel So Good (6:04)
One Way…Or Another (1971)
1. Long Tall Sally (5:54)
2. Rockout Whatever You Feel Like (3:57)
3. Rock-n-roll Children (5:43)
4. Big Mama Boogie (Parts 1 & 2) (5:30)
5. Feel so Bad (5:37)
6. 
Song For Aries (3:03)
7. Hometown Bust (6:39)
8. One Way Or Another (5:07)
Restrictions (1971)
1. Restrictions (6:17)
2. Token Chokin’ (3:13)
3. Guiltless Glider (8:39)
4. Evil (3:17)
5. Alaska (3:41)
6. Sweet Sixteen (3:19)
7. Bag Drag (5:14)
8. Mean Night In Cleveland (2:09)
‘Ot ‘N’ Sweaty (1972)
1. Swim (4:42)
2. Bad Mother Boogie (5:21)
3. Our Lil Rock-N-Roll Thing (7:02)
4. Bad Stuff (3:11)
5. Bringing Me Down (5:25)
6. Bedroom Mazurka (4:38)
7. Telling You (5:09)
8. Underneath The Arches (0:26)
V (2006)
1. Doing Time (4:49)
2. Muscle And Soul (5:39)
3. Cactus Music (4:34)
4. The Groover (4:47)
5. High In The City (4:11)
6. Day For Night (5:49)
7. Living For Today (2:58)
8. Shine (3:57)
9. Electric Blue (5:40)
10. Your Brother’s Keeper (4:33)
11. Blues For Mr. Day (1:21)
12. Part Of The Game (5:02)
13. Gone Train Gone (4:50)
14. Jazzed (4:42)
Senha dos Arquivos: muro
Password Files: muro

0 comentários:

Postar um comentário