Stone Temple Pilots

segunda-feira, 10 de outubro de 2011
oo

  • Gênero: Hard rock, Grunge, Rock alternativo
    Origem: Estados Unidos
    Periodo em atividade: 1988 - 2003 / 2008 - atualmente

  • Scott Weiland - vocais
  • Dean DeLeo - guitarras
  • Robert DeLeo - baixo
  • Eric Kretz - bateria
  • O Stone Temple Pilots é uma das principais bandas norte americanas do cenário grunge nos anos 90, na qual faziam parte: Nirvana, Soundgarden, Pearl Jam, Alice in Chains, entre outras. Ela é também uma das poucas bandas do cenário grunge que não vieram de Seattle, são de San Diego, California. Têm influências evidentes de hard rock e até mesmo o punk. O abuso no consumo de drogas por parte do vocalista Scott Weiland levou ao fim da banda em 2003. Entretanto, em janeiro de 2008, o próprio Weiland afirmou em uma entrevista que a banda voltaria aos palcos.

    Stone Temple Pilots começou quando Scott Weiland conheceu Robert DeLeo em um show da banda punk Black Flag em Long Beach California em 1986. Eles discutiam sobre as namoradas e então perceberam que estavam namorando a mesma garota. Os dois terminam com ela, que sai da cidade, e Weiland e DeLeo mudam para o apartamento alugado dela. Imediatamente, Weiland e DeLeo formam uma banda com dois amigos do Scott, Corey Hicock (guitarrista) e David Allin (baterista). Depois que Allin deixa a banda, o baterista Eric Kretz o substitui. Logo depois, o irmão de Robert DeLeo, Dean DeLeo substitui o guitarrista Hicock e completa o quarteto. Eles então chamaram a banda de Mighty Joe Young.

    A banda gravou uma fita demo por volta de 1990. Durante a gravação do primeiro álbum, eles são informados pelo advogado que havia um músico de blues com o nome de Mighty Joe Young e mudam o nome para Shirley Temple’s Pussy. Mas logo depois por causa da pressão da gravadora, eles mudaram o nome novamente, e como gostaram das iniciais “STP”, mudaram o nome da banda para Stone Temple Pilots em 1992.

    O primeiro CD da banda, integrada por Scott Weiland (vocais), Robert DeLeo (baixo), Dean DeLeo (guitarra) e Eric Kretz (bateria) foi lançado no mesmo ano: Core, que vendeu mais de 7 milhões de cópias em todo mundo. Criticados no início da carreira por fazer um som que muitos consideravam uma mistura de Pearl Jam com Alice in Chains, o STP ganhou o prêmio da MTV de “Banda Revelação” pelo clipe da música Plush e alcançou o respeito no meio musical.

    Em 1993, a banda gravou um acústico para a MTV e em 1994, lançou o segundo CD, Purple, que mais uma vez foi sucesso de vendas com mais de 5 milhões de cópias vendidas. Já consagrada como uma das principais bandas de hard rock, o terceiro trabalho do STP chegou em 1996 com o título Tiny Music…Songs from the Vatican Gift Shop. No meio da turnê, o vocalista Scott Weiland teve sérios problemas com drogas e a banda foi obrigada a cancelar várias apresentações. Rumores de que os outros integrantes teriam feito as músicas e creditado a autoria a Scott resultou na venda de 2 milhões de discos no mundo, um número bem inferior aos alcançados com os CDs anteriores.

    As músicas desse CD mostravam claramente a situação vivida pelo grupo. Em Tumble In the Rough, um dos versos diz: “Eu estou procurando por uma nova meditação, ainda procurando uma nova maneira para voar, e não uma nova maneira de morrer”.

    Depois desse trabalho, a banda gravou discos separadamente. Scott lançou 12 Bar Blues e os outros integrantes chamaram o ex-vocalista do Ten Inch Men, Dave Coutts, e montaram um novo grupo chamado Talk Show. Em 1999, a banda se reuniu novamente e lançou “No. 4”, mas logo após seu retorno Scott foi preso por porte de heroína e o STP teve que parar novamente.

    Em 2001, com Scott livre, a banda lançou Shangri-la Dee Da, com composições que agradaram quase todos os públicos, voltando a fazer sucesso em todo o mundo. A coletânea “Thank You” foi lançada em 2003 com os principais hits dos discos anteriores, principalmente do CD “Core”, que conta com 4 faixas, entre elas Wicked Garden, Creep, Plush e Sex Type Thing. Segundo a crítica, duas músicas faltaram nesta junção: Crackeman e Piece of Pie.

    Os intermináveis problemas do vocalista com o uso de drogas fizeram com que a banda terminasse. Mas o que pesou também para o fim da banda foi o fim do relacionamento íntimo de Scott com De Leo. Após o término da banda Scott Weiland formou o Velvet Revolver, junto aos antigos membros do Guns N’ Roses, Slash, Duff McKagan e Matt Sorum ainda com Dave Kushner ex-Wasted Youth. Os irmãos Robert e Dean DeLeo viraram produtores musicais e o primeiro trabalho deles nesta área é o lançamento do grupo Libertines, depois de trabalharem com o ex-vocalista do Filter, Richard Patrick, formaram a banda Army of Anyone. O baterista Eric Kretz construiu um estúdio em sua casa.

    Em 20 de janeiro de 2008, o blog Miami Herald relatou que Scott disse que o público “deve ser à procura de um reencontro do STP nos próximos meses”. No dia 29 de dezembro de 2007, Billy Morrison no Camp Freddy Radio alegou que têm espaços para shows. Existem rumores que a turnê de reencontro vai ocorrer em maio, no festival Rock on the Range. Tudo isto coincide com uma citação de Scott Weiland no verão passado, quando ele declarou: “A única coisa que lhe deixou inacabada é a conclusão da história. Eu sinto que poderia haver um melhor capítulo final”.

    Em 25 de janeiro de 2008, Slash guitarrista do Velvet Revolver, confirmou o reencontro do STP por dizer à Billboard que Scott estaria de volta a sua antiga banda. A MTV também relatou o caso no mesmo dia em que a indústria da música. Há também rumores recentemente divulgados em sites de fãs, de que a banda já começou a gravar um novo material no estúdio de Eric Kretz, o Bomb Shelter, localizado em Los Angeles.


  • Core (1992)
  • MTV Unplugged (1993)
  • Purple (1994)
  • Tiny Music... Songs from the Vatican Gift Shop (1996)
  • Nº 4 (1999)
  • Shangri-La Dee Da (2001)
  • Thank You (2003)
  • Stone Temple Pilots (2010)
Stone Temple Pilots: Discografia completa - Download mediafire baixar cds da banda

0 comentários:

Postar um comentário